Ciências Sociais, Direito e Direitos

Código: PGCS-8817
Curso: Mestrado em Ciências Sociais
Créditos: 4
Carga horária: 60
Ementa: Ciências Sociais, Direito e Sociedade contemporânea. A crise e transição do paradigma Científico e o paradigma emergente. A epistemologia da complexidade, novos conflitos sociais e o campo ou a práxis jurídica.
Bibliografia: 1. ALMEIDA, Alfredo Wagner Berno de. Terras tradicionalmente ocupadas. Coleção Tradição e ordenamento jurídico. Vol. 2 PPGSCA-UFAM, Fundação Ford. Manaus, 2006.
2. ARRUDA, Rinaldo S.V. & DIEGUES, Antonio Carlos. (Org.) Saberes tradicionais e biodiversidade no Brasil. Brasília: Ministério do Meio Ambiente; São Paulo: USP, 2001.
3. ASSIER-ANDRIEU, Louis O Direito nas Sociedades Humanas. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
4. BADINTER, E. Sobre a identidade masculina. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1993.
5. BRUSCHINI, C & HOLLANDA, H B de (orgs). Horizontes plurais: novos estudos de Gênero no Brasil. São Paulo: FCC-São Paulo, Ed. 34, 1998.
6. CARVALHO, M. C. P. SCHMITT A. TURATTI M. C. M. A atualização do conceito de quilombo: identidade e território nas definições teóricas. In Ambiente & sociedade. n. 10 Campinas Jan./Jun 2002
7. CORREA, M V & LOYOLA, M A Novas Tecnologias Reprodutivas: novas estratégias de reprodução? PHYSIS: Revista Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 9(1): 209-234 1999.
8. CORRÊA, M. Morte em Família. Rio de Janeiro: Graal,1983.
9. DIEGUES, A.C. O mito moderno da natureza intocada. São Paulo: Hucitec, 1996.
10. EVANS-PRITCHARD, E.E. Os Nuer. Perspectiva, São Paulo:1993.
11. EWALD, F. Foucalt, a Norma e o Direito. Vega, Lisboa.1993
12. FOUCAULT, Michel A Verdade e as Formas. Rio de Janeiro: NAU Ed. 2002.
13. HEILBORN, M L & SORJ, B. Estudos de gênero no Brasil. In: MICELI, S. (org) O que Ler na ciência social brasileira. São Paulo, Ed. Sumaré: ANPOCS, Brasília-DF, CAPES, p. 183-221, 1999.
14. HEILBORN, M L. Sexualidade: o olhar das ciências sociais. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed., 1999.
15. INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL. A defesa dos direitos indígenas no judiciário. São Paulo: Instituto Socioambiental, 1995.
16. LIMA, R.K.(org.) Antropologia e Direitos Humanos 2. ABA/FORD.EDUFF, Niterói; 2003.
17. LOYOLA, M A. (org) A Sexualidade nas Ciências Humanas. Rio de Janeiro. Ed. da UERJ, 1998 (Coleção Saúde & Sociedade; 2).
18. NOVAES, R, R. & LIMA, R.K.(org.) Antropologia e Direitos Humanos. ABA/FORD.EDUFF, Niterói, 2001.
19. SAHLINS, M. O "pessimismo sentimental" e a experiência etnográfica: por que a cultura não é um "objeto" em via de extinção. Mana v.3, n.1 Rio de Janeiro Apr. 1997.
20. SANTOS, Boaventura de Souza. A Crítica da Razão Indolente: Contra o Desperdício da Experiência. São Paulo: Cortez Ed., 2000.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910