O 'Processo Civilizatório' como epistemologia descolonial: diálogos com Darcy Ribeiro

Nome: Edison Romera Junior
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 19/07/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Adelia Maria Miglievich Ribeiro Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Adelia Maria Miglievich Ribeiro Orientador
Antonio Vidal Nunes Suplente Externo
Marcelo Fetz de Almeida Examinador Interno
Márcia Barros Ferreira Rodrigues Suplente Interno
Marcos Ferreira da Costa Lima Examinador Externo

Resumo: RESUMO
Analiso o empenho teórico do antropólogo Darcy Ribeiro (1922-1997), o qual propugna pioneiramente a elaboração de uma perspectiva epistemológica descolonizadora de produção do conhecimento, no esforço de ampliar a compreensão acerca da história da humanidade nos últimos dez mil anos. Proponho um exame da obra darcyniana, mais precisamente a partir de seu livro intitulado O processo civilizatório: etapas da evolução sociocultural, publicado originalmente em 1968 e que inaugura seus „Estudos de Antropologia da Civilização‟, sendo aquele que materializou uma história anticolonial e alternativa da humanidade. Destarte, pretendo apresentar as contribuições de Darcy Ribeiro, como um intelectual de seu tempo, na construção de uma abordagem „antropofágica‟ e epistemológica autônoma. Defendo que o antropólogo brasileiro inicia uma revisão das teorias da evolução sociocultural, a fim de incluir devidamente as sociedades americanas – em especial latino-americanas – numa história humana não restrita ao horizonte teórico euro-setentrional. Em outras palavras, destaco o apelo contido na obra darcyniana a um „universal‟ antagônico ao modelo eurocentrado, que é, portanto, unilateral, o que de outro modo, resultaria a repetir os erros dos colonizadores. Mas, ao superá-los, inclui outras especificidades epistêmicas, favorecendo uma perspectiva teórica inovadora. Desta forma, é importante demonstrar que o pensamento darcyniano, em perspectiva epistêmica, possui plena capacidade para discursar não apenas sobre seu próprio contexto latino-americano, mas abre novos espaços de críticas e debates sobre os dilemas e questões modernas globais, tanto quanto, também importa perceber em que medida seus esforços epistêmicos continuam sendo emblemáticos à produção de modelos hermenêuticos de nossas modernidades. Portanto, trata-se de uma pesquisa bibliográfica e teórica cuja investigação pauta-se na revisão da literatura em torno da obra O processo civilizatório. Quanto aos resultados, valoriza-se a teoria darcyniana como um dos mais significativos precursores do „giro descolonial‟ que vigora atualmente na América Latina, sendo capaz de viabilizar novas perspectivas de estudos orientadas para a ampliação dos cânones das Ciências Sociais.
Palavras-chave: Darcy Ribeiro; O Processo Civilizatório; Geopolítica do Conhecimento; Giro Descolonial; Teorias Sociais Contemporâneas.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910