Notícias

Processo seletivo para bolsa de iniciação à docência do Programa PIBID-Ciências Sociais

As inscrições dos alunos estão marcadas para ocorrer no período de 10 a 14 de fevereiro de 2014

Veja mais informações no cartaz, clique aqui.

Qualificação como política pública de trabalho, emprego e renda: estudo da elaboração do PNQ/Planteq no Espírito Santo

Autora: Brígida Moura Rodrigues

O estudo tem como ponto de partida a análise do processo de elaboração da Política Nacional de Qualificação/PNQ (2003) instituída pelo governo federal e implementada nos estados da federação por meio do PLANTEQ (Plano Territorial de Qualificação). O recorte de investigação recaiu nas particularidades apresentadas pelo estado do Espírito Santo, no período de 2003 a 2010, quanto aos esforços de adesão à referida política nacional. A análise parte do pressuposto de que a qualificação como objeto de política pública adquire contornos de questão político-social, e as soluções institucionalizadas em programas constituem respostas as demandas sociais. Assim, as configurações que assumem resultam de ampla discussão na arena política que antecede sua materialização. Esse aspecto associado ao fato de que o PNQ/PLANTEQ determina em seu escopo a descentralização e a participação social no processo de elaboração, prevendo a deliberação e a divisão de responsabilidades entre os atores partícipes do processo, faz com essa política detenha uma complexidade que pode incidir sobre sua efetividade. Desse modo, o estudo tem como objetivo mais amplo resgatar no processo de elaboração, os aspectos macropolíticos, econômicos e sociais intervenientes na formulação e implementação da política de qualificação.

Edital Nº 03/2013 do PGCS-UFES - Seleção de Bolsista PNPD/CAPES

O Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PGCS) da UFES torna público o processo de seleção para 01 (uma) bolsa oferecida pelo do Programa Nacional de Pós Doutorado/CAPES (PNPD/CAPES), nas modalidades A ou B, conforme portaria CAPES 86/2013. Clique aqui para acessar o Edital.

Organização parlamentar, processo decisório e produção legislativa no cenário político capixaba: uma análise da Assembleia Legislativa do estado do Espírito Santo

Mestranda: Karina Melo Pessine

Esta pesquisa é um estudo sobre o processo legislativo e a produção de leis na ALES, durante a 16ª Legislatura. O escopo do estudo foi o de analisar o impacto das regras, contidas no regimento interno e na Constituição estadual, na produção de leis entre 2007 e 2010. O pressuposto geral da abordagem advém do Novo Institucionalismo como movimento teórico da Ciência Política contemporânea, que nos permite inferir que as regras institucionais, para além de serem simples regras de organização das Casas Legislativas, influenciam no processo decisório e, consequentemente, na produção de leis. Importando as análises dos modelos distributivo, informacional e partidário de organização dos Legislativos, a pesquisa permitiu concluir que, a ALES, de 2007 a 2010, manteve seus trabalhos alinhados à versão distributiva. O parlamentar capixaba atuou, individualmente, a fim de manter suas bases eleitorais. Com relação à atuação do sistema comissional, foi identificada a inaptidão das comissões da ALES para influenciar o processo decisório. As comissões permanentes não possuem capacidade de moldar os projetos que por elas tramitam. O regime de tramitação influencia diretamente a produção de leis da ALES, notadamente, nas leis de autoria do Executivo, já que estas, tramitaram, quase que na totalidade, em regime de urgência. No que tange aos partidos, a fragmentação partidária identificada na ALES acaba por refletir nos dados obtidos sobre a produção de leis, na medida em que não existe uma verdadeira articulação em torno dos partidos como atores determinantes no processo legislativo da ALES. Enfim, em apertada síntese, foi possível constatar a imposição da agenda de trabalhos pelo Executivo. Os projetos aprovados, de temas importantes e abrangência estadual, foram, em sua maioria, propostos pelo Executivo; a urgência impacta frontalmente os projetos do Executivo, que são aprovadas em pequeno espaço de tempo; as comissões não possuem poder mínimo de influência nos projetos de autoria do Executivo; e os partidos, altamente fragmentados, não constituem instância com capacidade de articulação.

Chamada para artigos do Caderno Eletrônico de Ciências Sociais - Cadecs

O Caderno Eletrônico de Ciências Sociais (Cadecs), periódico científico do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal do Espírito Santo, convida pesquisadores que estudam as instituições políticas locais a submeter artigos para o dossiê temático da revista: Instituições e política no nível municipal de governo.

Erratas 1 e 2 ao Edital PGCS-UFES - Seleção de Bolsista PNPD/CAPES

Erratas 1 e 2 ao Edital para seleção de bolsista PNPD/Capes

Errata 1   -  corrige data do período de inscrição.

Errata 2  -  sobre documentos a serem entregues no ato da inscrição.

Perfil Social, Recrutamento e Trajetórias Políticas: Uma Análise dos Representantes do Legislativo Estadual Capixaba, 1986-2010

Autora: Luana Puppin Pratti

Esta pesquisa teve como propósito identificar o perfil socioeconômico dos parlamentares estaduais capixabas e observar os padrões de trajetórias políticas dos mesmos. Para tal foram levantados dados biográficos dos deputados estaduais que permitiram verificar as caracterísiticas sociais e econômicas, além de suas experiências eletivas e administrativas A hipótese analisada é de que qualidades específicas proporcionam maiores oportunidades para exercer cargos de liderança no interior da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales). O período analisado abarca a 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª e 17ª legislaturas as quais compreendem os anos entre 1987-2010. Para o desenvolvimento da pesquisa foi necessário buscar embasamento teórico nos pressupostos da teoria das elites, teoria da institucionalização, teoria da ambição e teoria da profissionalização política. Buscaram-se também algumas análises sobre a composição social e trajetórias políticas dos legislativos brasileiros para compreender melhor a dinâmica das elites parlamentares. Foi possível mapear um perfil social e político dos membros da Ales e relacionar suas trajetórias políticas com a ocupação de cargos na instituição. Em vista disso, confirmou-se que as características pessoais assumem grande importância para a construção das carreiras políticas.

Data: 29/10/2013 às 14:00
Local: Sala de Aula 09 – IC II

Título: Redes, (en)traves e cercas: notas etnográficas de um conflito socioambiental em Vitória (ES)

Autor: Márcio Antonio Farias de Freitas

Essa dissertação pretende contribuir no debate sobre o conflito socioambiental existente no Campinho, situado no alto do morro da Fonte Grande, Vitória (ES), cenário de uma disputa, profundamente desigual em termos de poder político dos agentes humanos envolvidos, por um espaço urbano “verde” imprensado entre duas secções de uma área de proteção integral, em que habita um coletivo há gerações. Através da etnografia, procurei seguir atores humanos e não-humanos para entender as representações dos ambientalistas, gestores e técnicos ambientais bem como do coletivo, cujas perspectivas defendidas reiteram de um lado a oposição entre natureza e sociedade, consolidando políticas de reclusão (natural) e exclusão (social), e de outro a permanência e o pertencimento ao lugar, como guardiões atuantes de outro regime de relações entre humanos e não humanos.

Palavras-chave: Conflito socioambiental - antropologia simétrica - teoria ator-rede - etnografia

Data de defesa: 18/10/2013
Horário: 10:00
Local: Sala de Aula 09 - IC II

Páginas

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910